Informativo Santo Antônio

PERSONAGEM DO MÊS

                                     Dom Antônio Afonso de Miranda, SDN

  Bispo Emérito de Taubaté - SP

Data de renúncia -  05/22/1996                                                Ordenação episcopal - 12/27/1971 Mercês-MG                           Nomeação - 11/08/1971                                                            Ordenação presbiteral - 11/01/1945 - Belo Horizonte-MG                    Profissão religiosa - 12/25/1937                                                   Nascimento -04/14/1920 - Cipotânea, Brasil

Atividades exercidas durante o episcopado: Bispo de Lorena (1972-1977);

Administrador Apostólico de Campanha (1977- 1981).   Bispo de Taubaté-SP (1981/1996);

Membro da Comissão Representativa do Sul 1 e Conselheiro da Universidade Católica de

São Paulo; Delegado à Conferência de Puebla.

 Atividades exercidas antes do episcopado: Reitor de Seminário Menor (1949 /52); Superior

Geral do Instituto dos Missionários de N. Senhora do Santíssimo Sacramento (1962-1964);

Pároco de Dores do Indai á- MG (1965-1971).

Fatos citados e vividos por Dom Antônio em momentos da homilia na celebração do dia (13/04//05).

   Em um encontro com o saudoso Papa João Paulo II no México (Conferência de Puebla), disse que os Bispos são anunciadores e enfocou três pontos da doutrina da igreja a serem anunciados: 1º - CRISTO – cuja palavra está no evangelho e o corpo está na Eucaristia.  2º - IGREJA – povo de Deus, povo da Nova Aliança. Falar da igreja é mostrar que o homem está unido à Nova  Aliança. 3º - HOMEM – é a Pessoa humana com seus direitos: >direito ao trabalho, > religião, a defender a vida do homem, > liberdade, > saúde, > educação. O homem foi criado a imagem e semelhança de Deus. Falou do espírito piedoso do Papa quando celebrava a Eucaristia. Preparava-se de 15 a  20 minutos antes de todas as celebrações. Dom Antônio disse que a compenetração do Papa era tamanha, que quando se elevava as sagradas  espécies, “parecia flutuar”. Em outra visita por ocasião (Ad Limina), quando o Papa foi se levantar, não conseguiu, peguei seu braço e o levantei. Ele perguntou a  minha idade, disse que tinha a mesma de sua Santidade, então ele falou: “Ta forte ainda!”. Ao entregar para cada Bispo uma carta sobre o tema desenvolvido disse se referindo ao gesto de Dom Antônio: “Este Bispo brasileiro é boa gente, me ajudou a levantar da cadeira”. Salientou também o “Espírito Jocoso” do Santo Padre, quando num almoço com alguns Bispos brasileiros. O garçom veio servir a sobremesa e o Papa falou que era Quaresma e que não deveriam comer a sobremesa. Mas, como eram bispos brasileiros e a sobremesa parecia apetitosa, em uma manifestação de descontração, pediu permissão para suspender a penitência. Todos riram muito e saborearam segundo Dom Antônio, a deliciosa sobremesa. (Matéria *Fatos citados... * enviada por Marilene Z. Gouveia – dados CNBB – Resumo da edição / Ademir Maciel).

 

                

 


 

 

Santuário Santo Antônio de Pádua - Caçapava - 13/04/05 com Diáconos João Carlos, Adonis e Edvaldo.